sexta-feira, 20 de junho de 2008

Rumo à REJ



O que faz da vida um sujeito que escreve uma tese de doutorado sobre a Argentina? Uma das respostas é se dedicar a aproximar esse país do seu próprio. Embarco no domingo para Buenos Aires, para representar o Conselho Nacional de Juventude na Reunião Especializada de Juventude (REJ) do Mercosul.

Tenho repetido com freqüência a meus alunos que a fronteira entre política doméstica e relações internacionais está cada vez mais fluida e porosa, e tenho experimentado isso na prática, em minha participação no Conselho. O Brasil iniciou tardiamente a implementação de políticas federais de juventude – só em 2005, enquanto nos demais países da América do Sul a tradição já tem em torno de 15 anos. Contudo, nesse curto período de tempo, as iniciativas brasileiras já se tornaram a referência para a região. Algo que credito à força do Estado, mas também a uma sociedade civil capaz de articulações e mobilizações expressivas.

Passei parte desta semana em Brasília, em reunião do Conselho, e entre outras coisas decidimos a agenda internacional da instituição, com concentração no Mercosul. No segundo semestre o Brasil presidirá o bloco e acreditamos que é boa ocasião para aprofundar a participação social no nível regional. Pensamos não apenas na Reunião Especializada de Juventude, mas também em instâncias semelhantes na área de políticas para as mulheres e para a agricultura familiar, das quais já fazem parte colegas conselheiras.

Não por acaso, eu havia apresentado trabalhos em congressos acadêmicos defendendo as reuniões especializadas do Mercosul como um espaço ainda pouco explorado, e bastante promissor, para a participação social e a formulação de políticas públicas. Passar da teoria à prática deveria ser rotina na vida acadêmica, infelizmente é algo muito raro, precioso e importante.

Além disso, as relações internacionais envolvendo a política de juventude incluem ampla gama de projetos de cooperação técnica com o sistema ONU (PNUD, OIT, Unesco, o processo de revisão da Conferência de Durban contra o racismo) e com a Organização Ibero-Americana de Juventude. Está sendo interessantíssimo acompanhar essas experiências.

Tenho aproveitado as reuniões do Conselho para propor projetos de cooperação envolvendo a América Latina e a Comunidade de Países de Língua Portuguesa. Por exemplo, o governo brasileiro lançou uma interessante bateria de cursos a distância para a formação de conselheiros nacionais, isto é, de representantes do Estado e da sociedade que fazem parte desse tipo de instância. Como os custos de comunicação são baixíssimos, é uma excelente maneira de oferecer os serviços a nações amigas, que com freqüência solicitam esse tipo de ajuda do Brasil.

Naturalmente, minha viagem à Argentina também será uma maneira de ver de perto a crise política atual e os conflitos entre os Kirchner e o setor agrário. Além de uma oportunidade de rever amigos fraternos do outro lado do Prata.

5 comentários:

Patricio Iglesias disse...

Caro Maurício:
Espero que goste desta nova visita ao Río da Prata. Sempre será bem-vindo.
Espero que tenhamos a possibilidade de tomar algo e falar um pouco sob o conflito do campo e os temas que goste.
Saludos!

Patricio Iglesias

Sergio Leo disse...

Aguardo seu relato da crise argentina, mestre Santoro! Diga se há saída, ou a tendência é emburacar, como parece, da leitura dos jornais...

Stephanie Sarmiento disse...

Olá,

Sou Stephanie Sarmiento, da empresa HOTWords.

Estou entrando em contato novamente, pois não obtive sucesso da primeira vez. Gostaria de convidá-lo a utilizar a ferramenta HOTWords de Publicidade Contextual.
Nossa proposta de parceria é gerar uma nova fonte de receita por meio dos textos das matrérias e enriquecer o seu conteúdo.

Existem muitos anunciantes interessados em exibir seus anúncios em sites com o perfil do Todos os Fogos o Fogo.

Para você implementar as TAGs do HOTWords, basta cadastrar-se sem custo algum em: http://site.hotwords.com.br/seja_parceiro.jsp?crsource=promo5.

Basta inserir as TAGs (linhas de código) nas páginas onde os anúncios deverão aparecer. A identificação de palavras relevantes é realizada automaticamente pelo sistema.

Para mais informações acesse nosso site: http://site.hotwords.com.br/partners_faq.jsp e leia nossa FAQ.

Estou a disposição para eventuais dúvidas.

Atenciosamente,
--
Stephanie Sarmiento
------------------------------
smarques@hotwords.com.br
www.hotwords.com.br
------------------------------
Phone: 11 3178 2514

Su Khalil disse...

Oi, Mauricio!!
Como foi a reunião? Adorei te encontrar no domingo, pena que nos desencontramos do nosso amigo Patricio...
Beijos!

Mauricio Santoro disse...

Salve, Patricio.

A visita foi ótima, infelizmente não conseguimos nos encontrar por causa do problema na Florida... Espero que da próxima seja mais fácil.

Caro Sergio,

Acho que a saída ainda irá demorar um pouco... O país está muito polarizado e tenso. Estava lendo hoje sua coluna de segunda e impressiona comparar como um problema tributário semelhante no Brasil está tendo um tratamento muito diferente.

Oi, Su.

A reunião foi ótima, acabo de postar um pouco sobre ela.

Abraços