quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Super Terça



Ontem foi a "Super Terça-Feira", que não se refere ao carnaval, mas à realização de eleições primárias em 22 estados americanos. Os resultados, resumidamente:

- Republicanos: McCain se confirma como o favorito para a indicação do partido, vencendo nos principais estados (Califórnia, Nova York, Illinois). Mitt Romney está praticamente fora do jogo. A surpresa é o bom desempenho de Mike Huckabee no sul. O pastor batista e ex-governador do Arkansas pode acabar como vice na chapa de McCain, pois seria um trunfo importante para aproximar o senador do eleitorado religioso e mais conservador, que tem devotado a McCain ataques de ódio visceral.

Por que os conservadores detestam McCain? Porque o senador tem perfil político mais centrista. Votou contra o corte de impostos de Bush, alegando que era mais importante combater a divida pública americana. Trabalhou em parceria com os democratas numa lei de imigração moderada. Não apoiou os projetos de proibição do casamento gay.



- Democratas: Hilary está com a vantagem, pois levou Califórnia e Nova York. Contudo, Obama venceu na maioria dos estados (veja os resultados em cada um). A imprensa tem privilegiado a interpretação que as votações de ontem detiveram a ascensão de Obama, favorecendo sua rival, mas para mim isso não está claro.

O que a boca de urna mostrou e que Hilary saiu-se melhor entre mulheres, trabalhadores de baixa renda e minorias étnicas como latino-americanos e asiáticos. Obama conquistou mais votos entre jovens, negros e eleitores com alto nível de instrução.



Trocando em miúdos, acredito que a situação está definida entre os republicanos, mas ainda confusa para os democratas. Os dois gráficos acima mostram as pesquisas de opinião do Gallup, e ilustram meu ponto.

5 comentários:

Rodrigo Cerqueira disse...

É Maurício,

o crescimento de Obama assustou o comitê dos Clinton, mas talvez não tenha sido suficiente para dar-lhe a indicação. No entanto, o resultado dependerá de como a super terça vai repercutir nos estados que ainda não votaram. Nesse aspecto, como publiquei no ASSEMBLEIA GERAL, creio que Obama leva vantagem porque sua candidatura se mostrou consistente. Isso o transforma em opção viável diante da grande rejeição que Hillary tem entre os não democratas. Além disso, o fato de ele ter conseguido motivar os jovens democratas pode fazer grande diferença tanto na reta final das primárias quanto na campanha presidencial.

Grande abraço.

Mauricio Santoro disse...

Acho que sim, Rodrigo. Me parece que as análises que afirmam que a candidatura Obama morreu são prematuras, e ele ainda pode causar boas dores de cabeça a Hilary Clinton.

Abraços

Patricio Iglesias disse...

Caro Maurício:
Vejo que a interna demócrata é mais pareja que a republicana. Parece que McCain (ou ao menos todos os médios o mostram assim) já tem ganada a interna republicana.
Saludos de seu amigo

Patricio Iglesias

Mauricio Santoro disse...

Caro Patricio,

exatamente. O curioso foi que McCain virou o jogo, há alguns meses a situação nos Republicanos era parecida com a dos Democratas atualmente.

Abraços

Patricio Iglesias disse...

Caro Maurício:
Boa sintese pra os que nâo estamos täo ao dia com a política dos EUA.
Saludos!

Patricio Iglesias