quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Extrema-Direita e Islamofobia na Europa



Na última sexta-feira assisti no IESP a uma excelente palestra do cientista político José Pedro Zúquete, professor da Universidade de Lisboa, que abordou a ascensão da extrema-direita na Europa, em particular sua crescente rejeição ao Islã. Esse tema, junto com a crítica à globalização, tornou-se o principal aspecto da retórica radical européia, e tem levado a mudanças surpreendentes, como a aproximação com os judeus e com o Estado de Israel, em nome do combate ao inimigo comum.

Os muçulmanos são uma pequena minoria na Europa, entre 5% e 10% nos países em que são mais numerosos, mas ocupam um lugar central no imaginário da extrema-direita, que afirma que está em curso uma invasão islâmica do continente e que para evitar a formação da “Eurabia” (acima, um cartaz de propaganda desse tipo) é preciso “recristianizar a Europa”. Por conta disso, há a recuperação de símbolos e fatos históricos das guerras contra os muçulmanos, como Carlos Martel ou a batalha de Lepanto.

A ênfase no inimigo islâmico aumentou bastante após o 11 de setembro e, naturalmente, há a associação pelos extremistas dessa religião com a violência política e o discurso de que existem “zonas de sharia” na Europa, em mesquitas e comunidades de imigrantes. Curiosamente, a extrema-direita adotou o lema de defesa dos direitos das mulheres e até da proteção aos animais, denunciando o que seria o caráter supostamente cruel dos procedimentos para abatê-los segundo as normas halal, de adequação às exigências islâmicas.

A extrema-direita também tem fortalecido o discurso contra a globalização, mas por ironia, tem aumentando a cooperação internacional. Jean-Marie Le Pen declarou: “Patriotas do mundo, uni-vos” e conclamou pela formação de uma “internacional nacionalista”. Contradição em termos, talvez. De fato, a maior parte desses movimentos e partidos tem expressões como “povo” e “nação” em seu nome, ainda que muitos usem cada vez mais conceitos amplos como “Europa” ou “civilização ocidental”. No entanto, é difícil adotar perspectiva mais cosmopolita. A tentativa de formar um bloco da extrema-direita no Parlamento Europeu falhou, quando mais não seja pelo profundo ceticismo desses grupos quanto à integração regional.

Meu palpite é que se olharmos os segmentos sócio-econômicos que apóiam tais grupos,provavelmente iremos encontrar o mapa dos setores pouco competitivos da economia européia, como indústria de baixo valor agregado e mineração. São os ramos mais afetados pelas novas potências emergentes, como China e Índia e não seria de estranhar que busquem formas de reação radicalizadas, diante de um mundo que não compreendem e que lhes assustam. A crise mundial reforça tais tendências, como disse Zúquete, “é preciso tomar cuidado para os ventos atuais não se transformem em furacão”.

7 comentários:

Patricio Iglesias disse...

Meu caro:

Respeito às mudanças como o apóio ao Israel é muito claro o caso espanhol. Nos tempos do Franco a Espanha não reconhecia ao Estado de Israel, oficialmente, pra não perder sua "amistad tradicional con los pueblos árabes" (sic) e o ditador até último momento marcava sempre como os "inimigos invisíveis" aos "judeomasones". 20 anos depois da morte do tirano, a gestão do Aznar, do Partido Popular, herdeiro do franquismo, mantinha-se cercana ao governo israelense.
Eu me pergunto qué va acontecer na Argentina em uns anos. Já temos tido conflitos onde se acusou aos imigrantes de trair instabilidade. Vamos chegar ter governos nacionáis que intentem restringir mais a imigração?
Abraços

Patricio Iglesias

Mauricio Santoro disse...

Caro,

A Espanha é um ótimo exemplo. A vida dos imigrantes está ficando mais difícil, o problema é que a economia européia não pode abrir mão desse fluxo de mão-de-obra, devido ao envelhecimento da população.

abraços

Anônimo disse...



IRMANDADE MUÇULMANA...

TODOS OS MUÇULMANOS PRECISAM SER EXPATRIADOS DA EUROPA E DE TODOS OS PAÍSES CIVILIZADOS, PARA O ORIENTE MÉDIO!

ENQUANTO NÃO SAÍREM, DEVERÃO SER CONFINADOS EM CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO, ONDE PODERÃO COLOCAR NO PORTÃO DE ENTRADA: "EURÁBIA", COMO SONHAVAM.

A realidade que poucos conhecem:

A SUPREMA CORTE DA ESPANHA revogou a lei que proibia o uso de véu, e os devidos trajes das muçulmanas, porque recebeu ameaças da IRMANDADE MUÇULMANA!!!

Obs.: Essa IRMANDADE MUÇULMANA, está infiltrada em todos os países europeus, incluindo Austrália, Canadá, e a Ásia.

Dessa maneira, todos os MOVIMENTOS contra os islamitas na Europa, e em todos os países civilizados, são logo silenciados, porque as Organizações recebem ameaças de morte, da IRMANDADE, nas quais incluem os familiares.

É terrorismo oculto, feito através do TELEFONE.

E, também, sob ameaça de morte, forçam as pessoas que se convertam ao islamismo.

Os muçulmanos se impõem no mundo, através de ameaças de mortes, bombas, assim como homens-bomba ou incêndios provocados, seja numa residência ou instituição pública, como foi o caso da Suprema Corte da Espanha.

Nota: o Papa Bento XVI, foi obrigado a abandonar o papado, porque em mais de 50 (cinqüenta) idiomas, transmitido ao mundo inteiro, falou algumas verdades sobre a maldita SEITA PEDOFÍLICA, denominada Islamismo. E o Vaticano seria impludido pelos muçulmanos, se ele permanecesse no papado. Assim, o infeliz do Papa Francisco, assumiu o papado, e teve que se humilhar, por exigência dos muçulmanos, em lavar os pés de uma muçulmana, que odeia os cristãos, e ainda teve que beijar os pés dessa maldita.

Apenas um exemplo do que os malditos islamitas fazem no Ocidente: é o caso do político holandês, que quer livrar seu país dos islamitas, e tem todos os motivos, e devido a isso, tem que andar com seguranças, usar carro blindado, para não ser assassinado pelos muçulmanos, em seu próprio país!

Ainda, os islamitas pertencem a uma SEITA PEDOFÍLICA E POLÍTICA, denominada islamismo, que se intitula religião, sem o ser, na qual a pedofilia é legalizada por lei do ISLÃ.

Em razão disso, se acham no direito de estuprar nossas crianças, podendo levá-las à morte, por hemorragia interna, e se sobreviverem, ficarão traumatizadas para o resto de suas vidas.

Uma coisa é certa, eles também tem família, como nós!!!

Então, vamos aplicar nos muçulmanos, a Lei de Talião:

'OLHO POR OLHO, DENTE POR DENTE'.

Assim, não poderão mais nos intimidar com ameaças, porque saberão que haverá o troco!!!

No Oriente Médio, matam, estupram e mutilam cristãos e membros de outras religiões.

Por que temos que os tolerar na Europa e em outros países civilizados, se eles nos odeiam e matam?

VAMOS DAR UM BASTA!!! NÃO VAMOS CONTINUAR RECEBENDO ORDENS PARA RETIRARMOS OS CRUCIFIXOS DAS IGREJAS, AS ÁRVORES DE NATAL DAS RUAS E ASSIM POR DIANTE. E AINDA SERMOS AMEAÇADOS DE MORTE, ASSASSINADOS OU DEIXAR NOSSAS MENINAS SEREM ESTUPRADAS PELOS PEDÓFILOS MUÇULMANOS, EM NOSSOS PRÓPRIOS PAÍSES, ONDE OS MUÇULMANOS SÃO INTRUSOS!!!

E, viva a ISLAMOFOBIA, que varrerá do mundo, a chaga da humanidade: o islamismo e suas perversões sexuais: a pedofilia

Obs.: os muçulmanos sempre envolvem os judeus nas descriminações, sendo que os judeus nunca foram taxados como assassinos, estupradores ou terroristas. É uma jogada maquiavélica dos islamitas, tentando espalhar o anti-semitismo (Neonazismo) pelo mundo, com intenção de enfraquecer a ISLAMOFOBIA.

alien13 disse...


ISLAMOFOBIA...

TODOS OS MUÇULMANOS PRECISAM SER EXPATRIADOS DA EUROPA E DE TODOS OS PAÍSES CIVILIZADOS, PARA O ORIENTE MÉDIO!

ENQUANTO NÃO SAIREM, DEVERÃO SER CONFINADOS EM CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO, ONDE PODERÃO COLOCAR NO PORTÃO DE ENTRADA: "EURÁBIA", COMO SONHAVAM.

Antes de mais nada, ISLAMISMO NÃO É RELIGIÃO, mas, é uma SEITA PEDOFÍLICA E POLÍTICA, na qual a pedofilia é legalizada por lei do ISLÃ.

A realidade: os cristãos ou membros de outras religiões não enviam assassinos para matar no Oriente Médio, porém, os muçulmanos enviam suas facções Terroristas, sob o pretexto que são "Fundamentalistas Islâmicos", para matar no Ocidente.
Muçulmanos recolhem dízimos nas Mesquitas, para o Terrorismo, então são cúmplices.

No Oriente Médio, constantemente, estupram, mutilam e matam cristãos e membros de outras religiões.

Por que então, temos que os tolerar na Europa e em outros países civilizados, se eles nos odeiam e matam?

Os islamitas seguem, rigorosamente, o que está escrito no CORÃO (escrito pelo pedófilo Maomé, que chamam de Profeta), por esse motivo a PEDOFILIA é legalizada pela lei do ISLÃ.

Também, nesse livro satânico que chamam de sagrado, o CORÃO, está escrito que todos têm que serem convertidos ao islamismo ou assassinados, de acordo com a tal "Guerra Santa", que de santa não tem nada.

Nos noticiários, poderemos saber das atrocidades que praticam nas indefesas aldeias e pequenas cidades da África: estupram suas meninas e jovens, e matam todos os homens, para que não mais procriem: os "Cães Infiéis, ao Maomé" (como chamam todos que não são muçulmanos). Em seguida obrigam suas vítimas a colocar o véu, e as transformam em muçulmanas, contra a vontade delas.

Depois alegam, descaradamente, que islamismo é a "religião" que mais cresce no mundo.

Entre outras perversidades: estupros de mais de seiscentas meninas e adolescentes, obviamente virgens, como foi amplamente divulgado na Itália. Na Inglaterra estupraram centenas de meninas, também amplamente divulgado. Assim como em todos os países europeus, onde estão infiltrados, acontece a mesma coisa.

Ainda, picham todas as Igrejas nos países europeus, que os acolheram, onde podemos observar que apenas as Mesquitas não estão pichadas. Se fosse obra de pichadores, as Mesquitas também estariam.

Depois reclamam da ISLAMOFOBIA?

E, viva a ISLAMOFOBIA, que varrerá do mundo, a chaga da humanidade, o islamismo, e suas perversões sexuais: a pedofilia

alien13 disse...


ANDERS DA NORUEGA...

TODOS OS MUÇULMANOS PRECISAM SER EXPATRIADOS DA EUROPA E DE TODOS OS PAÍSES CIVILIZADOS, PARA O ORIENTE MÉDIO!

ENQUANTO NÃO SAIREM, DEVERÃO SER CONFINADOS EM CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO, ONDE PODERÃO COLOCAR NO PORTÃO DE ENTRADA: "EURÁBIA", COMO SONHAVAM.

As verdades que não devemos esquecer:

ANDERS BEHRING BREIVIK da Noruega não é um assassino, é um idealista, assim como foi Che Guevara e outros, que arriscaram suas vidas e liberdade, em prol da humanidade. E. como o próprio Anders da Noruega declarou: "foi cruel, mas necessário". Com seu ato, ao eliminar os islamitas e seus simpatizantes, ele teve a intenção em alertar o mundo sobre os perigosos muçulmanos, que se infiltram na Europa e em outros países civilizados, sob qualquer pretexto, e na primeira oportunidade fazem terrorismo nos países que os acolheram.

Exemplos: na França, queimam as propriedades dos ocidentais, sob qualquer pretexto, e contratam desocupados para fazerem o “serviço”, em conjunto, para não serem incriminados. E, onde podemos observar que todas as Igreja estão pichadas, e apenas as Mesquitas não estão. Se fosse obra de pichadores, as Mesquitas também estariam.

Na Rússia, mataram dezenas de crianças numa escola, mas ali não puderam negar a autoria. Na Itália, apenas oito islamitas, em poucos meses, estupraram mais de 600 (seiscentas) meninas de 12 a16 anos de idade, obviamente virgens, o que foi amplamente divulgado.

Na Inglaterra incendiaram várias cidades inglesas, somente porque um islamita foi morto pela polícia, e também estupram meninas inglesas.

Nos USA todos sabem o que aconteceu, porque foi amplamente divulgado.

No Brasil, um brasileiro que matou vários estudantes num colégio, tinha ligações com terroristas islâmicos, inclusive pela Internet.

Portanto, podemos deduzir que todos os assassinatos nas escolas, no mundo inteiro, mesmo não sendo efetuados por muçulmanos, os atiradores são recrutados por eles.

Islamismo não é religião, é Seita Pedofílica e política, com suas leis próprias, nas quais a pedofilia é legalizada por lei do Islã. Qualquer muçulmano pode casar com 3 (três) meninas, ao mesmo tempo, com 9 (nove) anos de idade ou menos, para suas orgia pedofílicas, e quando morrem nessas orgias, apenas são substituídas. Alegam que é costume, para justificarem suas perversões sexuais. Os islamitas seguem o exemplo do pedófilo Mohamed, que chamam de profeta, e cuja última esposa, Ayshah, tinha apenas 8 (oito) anos de idade.

Antes do ato de Anders Behring Breivik, a Nova Ordem dos Templários não era conhecida, agora essa Sociedade Secreta se espalhou pelo mundo inteiro, tendo milhões de seguidores, que estão aumentando a cada dia. Se era esse o objetivo de Anders, a divulgação, então conseguiu!!! E, a Islamofobia se fortificou pelo mundo civilizado, graças ao corajoso Anders de Noruega.

Obs.: os muçulmanos, sempre covardes como todos os assassinos, se escondem por trás das "Estrelas Negras", na Grécia, e outras denominações que usam, para promoverem revoltas e matanças, com intuito de dominarem os PAÍSES, posteriormente.
O mesmo método estão usando na Síria, e depois culpam o governo Sírio, pelos genocídios que praticam.

alien13 disse...



BARACK HUSSEIN OBAMA e sua estratégia...

Obama estava desesperado em bombardear a Síria, para apagar os últimos vestígios das Armas Químicas, que ele deu aos seus amigos Terroristas muçulmanos, chamados de "Rebeldes", para serem espalhadas entre o povo, com a finalidade de incriminar o governo sírio, e finalmente conseguir o seu verdadeiro objetivo: ajudar em implantar o ISLAMISMO RADICAL, na Síria.
Nota: no Egito, onde OBAMA também interferiu em prol da IRMANDADE MUÇULMANA se deu mal, e o ISLAMISMO RADICAL foi derrubado.
Ora, não é OBAMA que envia armamentos e dinheiro para os Terroristas, na Síria?
Não foi Obama que entregou um Drone para que os iraquianos o pudessem copiar, sob alegação que caiu no IRÃ?
Obama, monitora os telefonemas no mundo inteiro, sob alegação que é para combater o Terrorismo.
Se realmente quisesse combater o Terrorismo, monitoraria os telefonemas de muçulmanos, que são Terroristas, e não dos europeus e asiáticos!!!
Alega que combate Terrorismo, no entanto, deixou que os irmãos chechenos, praticassem Terrorismo na maratona de Boston, embora tivesse sido avisado pelo Serviço de Inteligência Russa, que eram perigosos, e cuja mãe deles estava fichada no FBI, como Terrorista.
OBAMA alegou ter mandado matar OSAMA BIN LADEN, e nada foi provado. O interessante é que os enviados para o Oriente Médio, e que participaram da FARSA, num total de 24 (vinte e quatro), e dos quais 20 (vinte) já estão mortos, numa verdadeira 'QUEIMA DE ARQUIVO".
A única realidade crua e nua é que OBAMA é aliado dos Terroristas muçulmanos, e lhes passa todas as informações necessárias sobre tudo que acontece no Ocidente, no que se refere ao combate ao Terrorismo, através de escutas de telefonemas e internet, para que possa avisar em tempo, seus amigos Terroristas muçulmanos, se alguma preparação para um atentado Terrorista, já foi descoberta, para os advertir. Quando os verdadeiros combatentes do Terrorismo nada descobrem, o atentado é realizado.
Se não tivesse essa intenção, não precisaria monitorar telefonemas dos Ocidentais e Orientais, porque eles não enviam Terroristas para matar em outros países, como os muçulmanos!
Em meio a um discurso do OBAMA, lhe escapou: "FUI PREPARADO POR ANOS, PARA SER PRESIDENTE DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA". A nítida impressão que se tem, é que foi preparado por Terroristas muçulmanos. E se aproveitando de atual tecnologia usada por NSA, PRISM E VERIZON, incluindo os Drones, está sabotando o mundo civilizado, sob alegação que combate o Terrorismo, porém OBAMA, na verdade combate a civilização ocidental e oriental, em prol dos Terroristas muçulmanos!
A Europa e os países civilizados não podem e nem devem aceitar qualquer ajuda desse "infiltrado" na presidência americana, o OBAMA, que se faz passar por um simples mulato e cristão, e cuja verdadeira identidade e religião continuam uma incógnita!

alien13 disse...


ISLAMOFOBIA...

TODOS OS MUÇULMANOS PRECISAM SER EXPATRIADOS DA EUROPA E DE TODOS OS PAÍSES CIVILIZADOS, PARA O ORIENTE MÉDIO!

ENQUANTO NÃO SAIREM, DEVERÃO SER CONFINADOS EM CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO, ONDE PODERÃO COLOCAR NO PORTÃO DE ENTRADA: "EURÁBIA", COMO SONHAVAM.

Antes de mais nada, ISLAMISMO NÃO É RELIGIÃO, mas, é uma SEITA PEDOFÍLICA E POLÍTICA, na qual a pedofilia é legalizada por lei do ISLÃ.

A realidade: os cristãos ou membros de outras religiões não enviam assassinos para matar no Oriente Médio, porém, os muçulmanos enviam suas facções Terroristas, sob o pretexto que são "Fundamentalistas Islâmicos", para matar no Ocidente.
Muçulmanos recolhem dízimos nas Mesquitas, para o Terrorismo, então são cúmplices.

No Oriente Médio, constantemente, estupram, mutilam e matam cristãos e membros de outras religiões.

Por que então, temos que os tolerar na Europa e em outros países civilizados, se eles nos odeiam e matam?

Os islamitas seguem, rigorosamente, o que está escrito no CORÃO (escrito pelo pedófilo Maomé, que chamam de Profeta), por esse motivo a PEDOFILIA é legalizada pela lei do ISLÃ.

Também, nesse livro satânico que chamam de sagrado, o CORÃO, está escrito que todos têm que serem convertidos ao islamismo ou assassinados, de acordo com a tal "Guerra Santa", que de santa não tem nada.

Nos noticiários, poderemos saber das atrocidades que praticam nas indefesas aldeias e pequenas cidades da África: estupram suas meninas e jovens, e matam todos os homens, para que não mais procriem: os "Cães Infiéis, ao Maomé" (como chamam todos que não são muçulmanos). Em seguida obrigam suas vítimas a colocar o véu, e as transformam em muçulmanas, contra a vontade delas.

Depois alegam, descaradamente, que islamismo é a "religião" que mais cresce no mundo.

Entre outras perversidades: estupros de mais de seiscentas meninas e adolescentes, obviamente virgens, como foi amplamente divulgado na Itália. Na Inglaterra estupraram centenas de meninas, também amplamente divulgado. Assim como em todos os países europeus, onde estão infiltrados, acontece a mesma coisa.

Ainda, picham todas as Igrejas nos países europeus, que os acolheram, onde podemos observar que apenas as Mesquitas não estão pichadas. Se fosse obra de pichadores, as Mesquitas também estariam.

Depois reclamam da ISLAMOFOBIA?

E, viva a ISLAMOFOBIA, que varrerá do mundo, a chaga da humanidade, o islamismo, e suas perversões sexuais: a pedofilia