quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Meu Ano na Corte


Hoje é meu último dia em Brasília. Retorno à noite para o Rio de Janeiro, para trabalhar para o governo fluminense. Serei membro da primeira turma da carreira estadual de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental, a mesma da qual faço parte na esfera federal. A idéia é justamente levar um pouco da experiência da Corte para ajudar na reforma do funcionalismo no Rio.

Minha estadia de um ano em Brasília foi mais curta do que eu planejava. O resumo da ópera é que adorei a experiência de trabalho por aqui, mas perdi muito em termos de qualidade de vida, em comparação com o que tenho nas terras cariocas. A capital é riquíssima em oportunidades profissionais, mas sinto falta da diversidade social e das atrações culturais do Rio, para não mencionar família e amigos. O trabalho é importante, mas para a vida ser realmente boa é preciso equilibrar melhor os vários elementos que a compõem.

Aprendi muito trabalhando como assessor do Secretário de Comércio Exterior, e no convívio com a excelente equipe de amigos que forma o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Os colegas no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão também me ensinaram bastante, em particular no curso de formação na Escola Nacional de Administração Pública e no estágio sobre finanças do Estado. Foram muitos projetos interessantes com negociações na América Latina, atração de investimentos, os novos papéis das multinacionais brasileiras, a necessidade de maior coordenação governamental na área de comércio exterior etc.

A volta para o Rio de Janeiro traz uma série de desafios. Contribuir na reforma do estado, nas discussões sobre como investir os royalties do pré-sal, a construção do complexo petroquímico da Petrobras, a instalação do trem-bala, a chance de sediar as Olimpíadas de 2016 e os preparatios para a Copa de 2014. Além disso, a inédita e bem-vinda cooperação entre os governos federal, estadual e municipal abriu parcerias que vão da reurbanização da zona portuária aos projetos de infraestrutura e segurança nas favelas. Os problemas são imensos, mas pela primeira vez em muitos anos há soluções no horizonte.

A dinâmica da minha vida no Rio vai me permitir retomar a vida acadêmica, que andou um tanto parada em Brasília. Volarei a lecionar na Fundação Getúlio Vargas e na Universidade Candido Mendes, e negocio colaborações com outras instituições.

Sentirei falta dos amigos de Brasília, das discussões acaloradas sobre política e dos bons momentos que tive por aqui. Mas meu sonho feliz de cidade é mesmo o Rio de Janeiro, com as multidões na rua, o caos delicioso do centro, os passeios de fim de semana na praia e na Lagoa e a riquíssima vida comunitária do meu bairro de Santa Teresa.

São mil quilômetros de distância, mas apenas 1h30 de avião. A todos os bons amigos que fiz na Corte: gostaria de ter convivido mais com vocês, pessoas maravilhosas. Fica o abraço fraterno e o desejo de que continuemos a nos rever pela ponte aérea. Aos amigos do Rio de Janeiro, tirem a cerveja da geladeira e vamos retomar nossos trabalhos, que ainda chego a tempo de curtir o finalzinho do Festival de Cinema.

13 comentários:

Marcelo L. disse...

Parabéns pelo novo desafio.

Luiz Rodrigues disse...

Maurício,

vamos sentir muito sua falta. Perdemos um dos maiores intelectuais de nossa carreira. O Estado do Rio está sendo brindado com um profissional excelente!

Mas ficamos felizes por sua conquista e pelo seu novo desafio. E quando aparecer em Brasilia, avise. Esperamos te ver bastante por aqui!

Renato Feltrin disse...

Maurício,

Pena o banzo carioca ter sido maior do que a vontade de ficar no cerrado. De qualquer forma, entendo sua decisão. Boa sorte nessa nova empreitada.

Mário Machado disse...

engraçado e eu morrendo de saudade do deserto... acho que quem nasce no lugar tem uma conexão maior com a mesma.

Marcus disse...

Boa sorte no novo ciclo.

Helvécio Jr. disse...

Maurício,

O Márcio deve estar rindo de você agora hein...hehe

Depois nos diga se você é favorável à candidatura do Rio 2016.


abraços.

carlos disse...

caro santoro,

parabéns pela mudança desejada e sucesso na nova empreitada.

aproveite e dê uma forcinha pra cidade maravilhosa, capital da nacionalidade, sediar as olimpiíadas de 2016... eheheheeh!!!

abçs

luizgusmão disse...

parabéns pela aprovação, meu caro!
grande abraço e sucesso!

Mauricio Santoro disse...

Salve, meus caros.

Já de volta, com dez mil planos na cabeça, e uma agenda bastante agitada pelas próximas duas semanas.

Abraços

Isabella disse...

Mauricio! Não esqueça do nosso almoço! rsrs Mando um e-mail para combinarmos!

Beijos!

Mauricio Santoro disse...

Salve, Isa.

Com todo prazer, vamos almoçar na próxima semana. Haverá o lançamento do livro do prof. Williams na quinta à noite, e sexta, palestra do embaixador argentino no Iuperj.

Beijos

glaucia disse...

Dificil acreditar que ja faz um ano. Acompanho esse blog desde o post da SHAKIRA, e tem sido uma brilhante fonte de conhecimento, recomendaçao de leituras interessantes, e quem sabe me da um pouco de esperança com esse nosso pais.
Boa sorte nessa nova etapa, e se puder ajudar, nao desperdicem a opoturnidade unica, e irrepetible que sera RIO2016.

Mauricio Santoro disse...

Salve, Glaucia.

O da Shakira foi bem nos primórdios do blog, em 2007!

Pois é, um ano. A sensação é que durou mais, sabe?

Abraços